Músicos

Marchas da Banda Mole

Faixa 21
Paródia: Lero-Lero (1989)
Parodista: Zeza
Marcha: Lero-Lero
Relata: Queda da Ponte Metálica sobre o Rio Paraíba já há dois anos e apesar das promessas ainda não havia começado sua construção. A Banda Mole teria que ter sua apresentação restrita à Praça Conselheiro Rodrigues Alves, pois não podia atravessar a ponte e ir até a Avenida Presidente Vargas onde aconteciam e acontecem até hoje a maior parte dos eventos carnavalescos.
 
“O carnaval vai ficando assim
Lero, lero
Lero, lero
Lero, lero
Ai que saudades sente a Banda Mole
Da ponte que hoje o rio engole
Não pode mais nem desfilar
Na avenida onde o Getúlio está

O carnaval vai ficando assim
Lero, lero
Lero, lero
Lero, lero
Ai que saudade sente a Banda Mole
Da ponte que hoje o rio engole
Não pode mais nem desfilar
Na avenida onde o Getúlio está

Eu quero, quero, quero,
A minha ponte sim senhor
Chega de lero, lero,
Lero, lero por favor
Conselho, o conselheiro
Cansado está de dar
Na praça e nos canteiros
Não dá pra segurar, carnaval.

O carnaval vai ficando assim
Lero, lero
Lero, lero
Lero, lero
Ai que saudade sente a Banda Mole
Da ponte que hoje o rio engole
Não pode mais nem desfilar
Na avenida onde o Getúlio está”



 

«« Voltar

 

Supermercado Santa Cabeça

Rua Benedito Macedo, 301

Ponte Alta

Aparecida, SP

Tel.: (12) 3105-2058

 
 
  © 2007 • 2014 Jornal O Lince, tem o que ler  | Tel.: (12) 9 9138 5576 | redacao@jornalolince.com.br
  Rua Alfredo Penido, 101, Jardim São Paulo
  Aparecida, SP | CEP 12570-000