Nº 55 | janeiro / fevereiro 2014
In Box

Casa de Repouso Santa Isabel, em Guaratinguetá-SP, poderá ter capela em forma de um botão de rosa | Da Redação

A Casa de Repouso Santa Isabel, em Guaratinguetá-SP, estuda a viabilidade da construção da primeira capela católica do Brasil a ter o formato de um botão de rosa.

A avançada concepção artístico-arquitetônica é do artista plástico Américo Costa, que esbanjou criatividade para elaborar um dos mais belos projetos de templo religioso deste país.

O conceito, a um só tempo moderno e clássico, que orientou todo o projeto, partiu do relato do milagre ocorrido com Santa Isabel de Hungria, curiosamente avó de Santa Isabel de Portugal a quem também é atribuído o mesmo milagre.

Conta o milagre que a Princesa Santa Isabel tinha por hábito distribuir alimentos aos mais necessitados, o que contrariava a nobreza, inclusive ao seu marido (Ludwig, na Hungria e D. Dinis, em Portugal). Certo dia, surpreendida pelo marido e após questionada sobre o que carregava nas dobras de sua túnica, respondeu que eram rosas. Como era inverno, seu esposo disse que seria impossível colher flores nesta estação e obrigou-a mostrar-lhe o que carregava. Para surpresa de todos os presentes, o que se viu foram rosas.

Santa Isabel é conhecida como protetora dos necessitados.

Baseado neste milagre, o artista plástico fez uso da estrutura botânica de um botão de rosa para projetar os espaços interno e externo da Capela de Santa Isabel.

O projeto é excepcional: trata-se de um botão de rosas formado por três pétalas sustentadas por um receptáculo com função estrutural que constitui a base da capela.

Abaixo do receptáculo, uma segunda estrutura, circular, pela qual verterá uma lâmina d’água contínua.

As sépalas, ou seja, pequenas folhas com a função de proteger o botão floral serão feitas em concreto armado e ficarão acima de um espelho d’água formado por uma piscina circular, de aproximadamente 60cm de profundidade, construída em volta da capela.

No fundo da piscina, uma iluminação especial refletirá nas pétalas brancas, o que permitirá, sob efeito da luz, que o botão mude de cor constantemente.

Uma peça em vidro, fixada em uma das pétalas representará a gota de orvalho citada no milagre.

Ampliar imagens

Uma rampa com reduzida inclinação garantirá o acesso à capela.

Em seu interior, um cruzeiro em forma de vitral.

No altar, uma mesa com a base em forma de arca que abriga em seu interior uma criança sustentada pelas mãos divinas, demonstrando o milagre da vida e lembrando a santidade de Frei Galvão.

A arca, de estrutura transparente, contará com dispositivos tecnológicos que permitirão ao fiel, sentir, através da luz e do som, a vida no útero materno.

Em frente ao altar, uma abertura oval no piso, protegida por vidro, e que permitirá a visualização da representação de Nossa Senhora Aparecida, sob o leito do rio Paraíba, antes do Milagre do Encontro.

O empreendimento prevê uma estrutura de recepção ao fiel envolvendo sanitários, estacionamento, paisagismo, lanchonete e quiosque de souvenirs.

O projeto de engenharia está sendo elaborado pelo escritório do renomado Júlio Ferraz.
 
 
Alternativa Informática Ótica Macedo
 
 
  © 2007 • 2014 Jornal O Lince, tem o que ler  | Tel.: (12) 9 9138 5576 | redacao@jornalolince.com.br
  Rua Alfredo Penido, 101, Jardim São Paulo
  Aparecida, SP | CEP 12570-000