Nº 56 | março / abril 2014
Artes

A garça pousou | Alexandre Marcos Lourenço Barbosa

Há 20 anos, Dona Risoleta Antunes Marcondes encerrava sua passagem pela vida terrena fechando um ciclo de profícua obra assistencial e espiritual. Há 20 anos, Diógenes Antunes, seu filho, iniciava um novo ciclo de frutífera obra espiritual, promovendo, com parcos recursos financeiros e muitos amigos, uma miríade de ações culturais contínuas na cidade de Guaratinguetá e circunvizinhança.

Por duas décadas, Diógenes moveu céus e terras pela educação, pela cultura e pelo esporte na região. Sempre tratou com esmero a organização de saraus, concertos, exposições de arte e de artesanato, concursos de desenho e redação, lançamentos de livros, recitais, festivais, competições esportivas e projetos de assistência a crianças e jovens carentes. Isso para não dizer tudo.

Com humildade suportou a indolência dos parvos que se negaram a partilhar e soube ser grato aos espiritualmente nobres que compreenderam e apoiaram as centenas de iniciativas desenvolvidas desde 1995.

Sua sapiência permitiu-lhe manter-se sereno e perseverante nas ações sempre centradas na causa maior de tornar a existência mais digna, agradável e bela. É incomensurável o bem que, junto com seus amigos apoiadores, conseguiu promover. As ações por ele organizadas, sempre apoiado por sua esposa Sila, remexeu vidas, valorizou pessoas, saciou espíritos, democratizou cultura, iluminou mentes. Acima de tudo, demonstrou que as utopias podem se fazer realidade.

Hoje, cansado, cogita cessar o Encontro Dona Eta. Não se trata de um cansaço por ter dedicado milhares de horas de seu tempo à organização e realização dos eventos, mas por ter suportado tantos destratos e descasos anos a fio. O constante descaso do poder público nunca o fez esmorecer. Este, para ele, é a menor das indiferenças. Decisivo foi o público. Ao escassear, Diógenes decidiu que era hora de parar.

Resta a esperança da reversão da decisão. Pois, se mantida, perde Guaratinguetá, perde a região, perde a cultura, perdemos todos. Prefiro pensar que, após longo voo, cansada, a garça pousou. Mas não uma garça qualquer. Pousou uma daquelas que levantam voo primeiro e provocam arrevoadas a seguir, tingindo de branco o azulado céu. Pousou uma garça que mesmo voando à frente, jamais voa sozinha. Pousou para aninhar-se tempo suficiente e descansar. Um repouso merecido para, em seguida, voltar a ganhar as alturas.

Enquanto isso, as cores de Guaratinguetá esmaecem.

Aguardando, cabe-nos expressar sincero reconhecimento e profundo agradecimento pelo que já realizou e por tanta beleza de caráter deste homem que fez de sua vida, conciliando humanidade e espiritualidade, um ato de devoção ao outro.


Donta ETA


Encontro de Talentos e Artes

Programação 2014

25 de abril – 6ª. Feira – 20 h 30 min. – Secretaria da Cultura – Rua Sete de Setembro, 69 – Exposição de obras dos artistas plásticos: Denise Poeta, Francisco Antunes, Carlos Dorat, Idmauro Borges, Maria Auxiliadora Vieira Perrela, Solange Ricarte, Marilen Perrella, Diva Fernandes, Heloísa Freire, Pedro Cosenza, Sônia Almada, L. Vital, Antônio Galvão, Ignez Faria (in-memoriam). Francisco Antunes fez a doação de 25 quadros à Casa de Repouso Santa Isabel.

9 de maio – 6ª. Feira – 21 horas – Espaço Lucy Menezes – Rua Bartolomeu Bueno, 219-B – Alto do IAPI – Ao lado do Parque Ecológico Anthero dos Santos – Homenagem às Mães – Bordados, Pedrarias, Música, Dança e Poesia.

14 de maio – 4ª. Feira – 20 h 30 min. – Catedral de Santo Antônio – Praça Santo Antônio - Concerto da Banda Militar do 5° BIL de Lorena, sob a regência do Maestro ST Edson Venuto

Ampliar imagens

16 de maio – 6ª. Feira – 20 h 30 min. – Museu Frei Galvão – Praça Conselheiro Rodrigues Alves - Sarau dos 20 Anos – Declamação, música, seresteiros – Aniversário da Dona Eta – 1907 – 1995 – 2014

18 de maio – Domingo – 20 horas – Igreja de São Miguel (Alto das Almas), após a missa – Coral Apparecendo, de Aparecida, regido pela Maestrina Nair Antunes Cavaterra. Pianista – Anderson Gomes.

20 de maio – 3ª. Feira – 16 horas – Serenata no Cemitério Senhor dos Passos

22 de maio – 5ª. Feira – 20 h 30 min. - Secretaria da Cultura – Rua Sete de Setembro, 69 – Noite de Autógafos de Juraci Faria, lançamento do livro de poesias “Manto Sagrado”

23 de maio – 6ª. Feira – 20 h 30min. - Museu Frei Galvão – Praça Conselheiro Rodrigues Alves – Studio de Dança Eliezer Rosa – “Dança e Diversidades”- Danças brasileiras, europeias, orientais e americanas. Sendo a música a arte de manifestar os diversos afetos do corpo e da alma, através das vibrações sonoras, a dança vem a contemplar a comunicação entre duas pessoas ou mais; por esta razão, dizemos que “Quem dança é muito mais feliz” (Jaime Aroxa). Direção Geral – Eliezer Rosa.

24 de maio – Sábado – 20 h 30 min. – Museu Frei Galvão – Cia. Teatral Reticências, de Aparecida – Peça: “Com um Rei na barriga” – Direção: Sandra Dias – Produção: Geraldo Ferreira e Karina Maisel – Peça premiada no IV Festival Proclamarte em São José dos Campos : Ator, Maquiagem, Organização, Mensagem Evangelística.

29 de maio – 5ª. Feira – 20 h 30 min. – Igreja de Santa Rita – Praça Santa Rita - CENTRAL DO CHORO – Quarteto instrumental paulistano apresenta no seu repertório clássicos do choro, interpretando compositores como Pixinguinha, Jacob do Bandolim, Tom Jobim, Chico Filho, entre outros. Na sua formação: Chico Filho – (natural de Guaratinguetá) – saxofone e flauta. Marcelo Kurchal – bandolim. André Kurchal – pandeiro e Bruno Lavorini – violão.

30 de maio – 6ª. Feira – 20 h 30 min. – Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação de Guaratinguetá e Região – Av. Rui Barbosa, 122 – Noite de Autógrafos de Clovis Bevilacqua, lançamento do livro “Amor Verdadeiro – Reflexões”.
 
 
Nossa Casa Móveis Lojas Calsul
 
 
  © 2007 • 2014 Jornal O Lince, tem o que ler  | Tel.: (12) 9 9138 5576 | redacao@jornalolince.com.br
  Rua Alfredo Penido, 101, Jardim São Paulo
  Aparecida, SP | CEP 12570-000