Nº 54 | novembro / dezembro 2013
Ágora

Jornal A Liberdade completa 90 anos e inaugura arquivo digital do Jornal O Lince | Da Redação

Em seu aniversário de 85 anos de emancipação político-administrativa, a cidade de Aparecida adiciona um capítulo importante à sua história: a digitalização da coleção completa do Jornal A Liberdade, o mais importante veículo de propagação dos ideais locais nos anos que precederam a transformação do distrito e vila de Aparecida em município.

Entre 16 de março de 1924 e 28 de outubro de 1928, o combativo semanário ou hebdomadário (como se dizia na época) dirigido pelo Professor Júlio Machado Braga e, nas edições finais, pelo Maestro Pedro da Cruz Salgado, jamais abdicou do sonho de ver Aparecida tornada cidade.

A coleção completa é composta por 217 edições de quatro páginas, totalizando 868 páginas de registros sobre um rico período da história de Aparecida-Guaratinguetá.

Cuidadoso trabalho de digitalização foi pelo fotógrafo profissional Jean Chad acompanhado e orientado pelo ex-Diretor de Cultura de Aparecida José Tadeu da Fonseca. A designer Rosemary Aparecida Correa cuidou da formatação e da preparação dos arquivos disponibilizados em PDF no site do Jornal O Lince.

A partir de agora, pesquisadores e interessados em interpretar e conhecer mais profundamente esse período da história republicana brasileira e, em especial, como se deu a luta pela constituição do município de Aparecida sob a ótica dos emancipadores, poderão acessar o arquivo digital do Jornal O Lince e nele encontrar cada página publicada.

A riqueza do material permite estudos das mais diversas naturezas empreendidos por profissionais das mais variadas áreas de conhecimento: de historiadores a cientistas políticos, de comunicólogos a sociólogos, de designers gráficos a publicitários, de filólogos a linguistas. Enfim, agora recuperadas e disponibilizadas para consulta enquanto documento digital, as edições do Jornal A Liberdade, que já tiveram importância política, agora servirão à história e à ciência.

Pelo que se conhece, apenas dois livros encadernados com as edições originais existem: um deles se encontra no acervo do Museu Frei Galvão, em Guaratinguetá-SP, e está disponível ao público; o outro, juntamente com seu estojo, pertence ao acervo de documentos, fotografias e objetos que pertenceram a professora Conceição Borges Ribeiro Camargo e que foram encaminhados, após a sua morte, ocorrida em 1996, para a Biblioteca Municipal de Aparecida e lá está, há quase 20 anos, à espera da organização do arquivo público municipal.

Ampliar imagens

A iniciativa de organizar um arquivo digital com fontes primárias, em especial com jornais, pretende estender-se para outros acervos e arquivos da região, públicos ou privados, e assim compor um material de acesso imediato sem que o deslocamento do interessado e o manuseio, sempre delicado, dos documentos se façam necessários.

Inaugura-se, com o uso de tecnologias disponíveis, um momento de novas alvíssaras para a pesquisa e para a democratização do acesso à cultura no Vale do Paraíba, quando se coloca à disposição um acervo digital que antes só poderia ser consultado in locu.

Talvez o alento para um momento em que muitos administradores públicos locais, em razão da inconsistência de suas mentes pouco aclaradas, fazem retrair as tímidas conquistas de suas cidades no campo cultural, permitindo que as novas gerações se tornem presas fáceis da voracidade mercantil do capital.
Confira em nosso Arquivo Digital todas as edições do Jornal A Liberdade
 
 
Nossa Casa Móveis ACIA
 
 
  © 2007 • 2014 Jornal O Lince, tem o que ler  | Tel.: (12) 9 9138 5576 | redacao@jornalolince.com.br
  Rua Alfredo Penido, 101, Jardim São Paulo
  Aparecida, SP | CEP 12570-000