Nº 52 | julho / agosto 2013
Publicando

Publicações do bimestre | Da Redação

A poesia usina



O lançamento do livro de poemas A poesia usina, em maio de 2013, marcou a estreia literária do poeta Luzimar Goulart Gouvêa, em Taubaté, SP. O lançamento ocorreu no prédio do Departamento de Ciências Sociais e Letras da Universidade de Taubaté, onde Luzimar é professor.

O livro traz um conjunto de poemas que o autor caracteriza como poesia rural, poesia mineira. Dividido em quatro partes, nominadas de estações, cujos títulos são “Remembranças”, “Carnação”, “Alumbramentos” e “Sagração”, o livro tem uma diversidade temática que se resolve a partir dos subtemas das estações, o que acaba por conferir ao conjunto de poemas uma unidade temática e uma coesão na sua fatura.

A memória é o suporte da matéria lírica de que o poeta lança mão para a feitura dos poemas. O cuidado linguístico aparece na matéria poética que se derrama nas páginas do livro, que, por ser composto em versos livres, poderia deixar transbordar um sentimentalismo excessivo, que a precisão linguística, entretanto, doma. Assim, percebemos tratar-se de um livro construído conscientemente, com o domínio dos recursos linguísticos e com o conhecimento dos recursos artísticos, a linguagem poética propriamente dita.

No poema Caná, aparece a temática do casamento e nela a distinção que se deve fazer entre o maior amor ou o melhor amor. No poema Ao pa”, a perda do ente amado aparece marcada pela transfiguração da morte como a irmã perfeita da vida. No poema Monjolo, a memória de infância e a relação com a mãe. Há uma profunda humanidade nos poemas e, em muitos, o que se pode perceber é que eles falam, além da memória pessoal, de um percurso de vida marcado pela sensibilidade e pelo cultivo do belo. Em A poesia usina, percebemos que o que o livro usina é a própria poesia da vida, agora transmutada em versos precisos, seguros, densos.


José Luiz Pasin, um mecenas no final do século XX



O encerramento do XXVII Simpósio de História do Vale do Paraíba trouxe uma surpresa mais que especial: o lançamento do livro "José Luiz Pasin: um mecenas no final do século XX" escrito pela Profa. Cleuza Martins de Carvalho.

Fruto de quatro anos de pesquisas em acervos de museus e arquivos pessoais e institucionais, em documentos e escritos pessoais de José Luiz Pasin e em outras fontes, a autora conseguiu redigir uma biografia consistente e conduzir o leitor à compreensão contextualizada da vi-da e da obra deste ativo historiador e ambientalista, de personalidade forte, que conseguiu aglutinar ao seu redor um grande número de simpatizantes de sua luta pela preservação ambiental e pela memória e história do Vale do Paraíba.

Ao prefaciar o livro, o crítico de arte Walter César Addeo ressalta o acesso da autora ao Livro de memórias da Fazenda Boa Vista, referência primeira que foi "analisada com método profissional e com ramificações para além da Fazenda Boa Vista", mostrando "um intelectual generoso, com diversos focos de interesses, mas privilegiando sem descanso a cultura local".

"Cleuza Martins Carvalho", diz o prefaciador, "desperta nosso interesse por essa figura de historiador que marcou e influenciou muitas vidas e carreiras, num pioneirismo que certamente abrirá caminho para novos estudos e avaliações, além de ser um texto de admiração intelectual de uma aluna ao seu mestre e amigo".

O livro de 208 páginas traz o selo da Editora Sila Produções Culturais.

Ampliar imagens

I Prêmio Vale Paraibano de Literatura



A Editora Penalux, com o apoio do Instituto de Estudos Valeparaibanos, do Jornal O Lince e da União Brasileira de Escritores lançou, no último dia 25 de julho, no Umuarama Clube de Aparecida e na noite de entrega de troféus e certificados aos vencedores do I Prêmio Vale Paraibano de Literatura, o livro de mesmo nome com os contos, crônicas e poesias dos 25 autores contemplados.

Distribuídos nas categorias nacional e regional, os textos abordam o tema Acontece(u) no Vale do Paraíba, tema que nasceu da ideia de fazer uso da literatura como meio de registro histórico-ficcional e assim aproximar o concurso do tema geral do XXVII Simpósio do IEV: "Vale do Paraíba - Literatura e História".

Além dos classificados nas três primeiras colocações, os textos em prosa e verso que obtiveram as quartas colocações em cada modalidade e categoria, também foram contemplados com a publicação.

Embora o tema confira unidade ao livro, os textos podem ser lidos em sequência diversa da estabelecida no momento da organização.

A diversidade de formação e de experiência dos autores é outro diferencial do livro. Seu conteúdo traz textos inéditos de autores experientes, vencedores de outros certames e com livro(s) publicado(s) e também de autores que tiveram a experiência de ver pela primeira vez um texto de sua lavra publicado em livro.

A leitura desta coletânea, dada a diversidade de sua composição e dos estilos encontrados, é agradável passeio pela íntima forma de ver o mundo que estes magos conseguiram transformar em palavras.

Impresso em papel off-set 75 g/ cm3 e com excelente qualidade gráfica, o livro de 96 páginas chega ao mercado no formato 14x21cm.
 
 
Lojas Calsul Escritório Contábil Dico
 
 
  © 2007 • 2014 Jornal O Lince, tem o que ler  | Tel.: (12) 9 9138 5576 | redacao@jornalolince.com.br
  Rua Alfredo Penido, 101, Jardim São Paulo
  Aparecida, SP | CEP 12570-000