Nº 47 | setembro / outubro 2012
Educação

Campeão Mundial de Capoeira desenvolve projeto social para crianças e jovens
Capoeira, Educação e Projeto Social | Da Redação

Equilíbrio, agilidade, força e muita ginga. Raramente tais qualidades estão reunidas num só corpo. Em nível de perfeição mais raro ainda. Mas não é o caso Fernando Nascimento da Cruz, o “Ferrugem”, um Instrutor de Capoeira capaz de proezas corporais incríveis e de movimentos indizíveis mesmo em um poema de Osvald de Andrade.

O Capoeira de que falamos tem em seu impressionante currículo os títulos de tetracampeão paulista (2005/2006/2009/2010), bicampeão brasileiro (2006/2010) e campeão mundial (2007). Este é o Ferrugem-atleta, um esportista disciplinado, vencedor e apaixonado pela arte-capoeira.

Um outro Ferrugem, entretanto, merece ainda maior reconhecimento. É o Ferrugem-educador e humano que deseja, do fundo da alma e através de sua arte, fazer florescer as melhores qualidades em cada criança e em cada adolescente que o procuram para aprender os rudimentos da miscigenada e cada vez mais brasileira arte da capoeira.

As atitudes de Ferrugem não o colocam apenas como um instrutor ocupado em ensinar técnicas a aprendizes. Seu horizonte é mais amplo... é social e sua ação é mais que técnica... é pedagógica.

Assim é que ele criou, em 2008, logo após conquistar o título de Campeão Mundial de Capoeira, um projeto social voltado para o atendimento de crianças carentes que, sem qualquer custo, tiveram (e tem) a oportunidade de aprender a arte de gingar e jogar pernas e braços e também aprender a importância da disciplina, da humildade e do respeito pelo outro na formação do próprio caráter.

Mesmo enfrentando as dificuldades nascidas da falta de apoio público e privado, Ferrugem não esmorece e continua a atender mais de 100 crianças de vários bairros da cidade de Aparecida-SP.

Ao longo dos últimos cinco anos, já passaram pelo projeto mais de duzentas crianças e jovens que, segundo testemunhos de pais, só tiveram a ganhar com as experiências vivenciadas.

A melhor idade não foi esquecida pelo jovem instrutor. Hoje, são 14 idosos com mais de 50 anos frequentando assiduamente suas aulas e melhorando suas condições físicas e psíquicas a partir da convivência e da atividade esportiva permitidas pela prática da capoeira.

Paixão é palavra simples que parece resumir a relação de Ferrugem com o mundo. Paixão pela capoeira... paixão pela arte... paixão pela vida... paixão pelo outro... paixão que contagia com a alegria sorridente deste jovem instrutor da arte de viver compartilhando.

Ampliar imagens

Hoje, Ferrugem partilha seu saber com mais de 550 alunos em diferentes instituições de ensino, conduzindo pelas mãos, tal como a clássica figura do Pedagogo grego, as crianças colocadas sob sua responsabilidade.

Ferrugem, em apresentação na cidade de Salvador-BA, demonstra seu elevado domínio corporal ao fazer o movimento “Cristo”, chamando a atenção dos mais experientes e renomados capoeiristas do mundo. Num misto de equilíbrio, flexibilidade e força, o capoeirista aparecidense é capaz de realizar movimentos inacreditáveis.

Exemplo de atleta, Ferrugem é nome para figurar na galeria dos grandes esportistas da região.

Junto aos companheiros de Arte-Capoeira, Ferrugem representa a organização Abadá-Capoeira. Abadá representa as iniciais de Associação Brasileira de Apoio e Desenvolvimento da Arte-Capoeira.
Instrutor de uma técnica apurada, Ferrugem coordena um grande grupo de crianças, jovens e idosos durante as aulas e também em apresentações públicas. Ao lado, durante exibição na Av. Monumental, em Aparecida-SP.

Pais acompanham as aulas enquanto crianças recebem as primeiras lições ao som do berimbau e sob orientação do Instrutor Ferrugem.

Ao todo, são mais de 500 crianças envolvidas em dois tipos de trabalho: um desenvolvido em instituições de ensino formal e outro através de projetos sociais.

5º Batizado de Troca de Cordas e 2º Festival Ecológico



Dia 1º de dezembro de 2012, às 18 horas, no Umuarama Clube de Aparecida

Dia 2 de dezembro de 2012, às 9 horas, na Praça Padre Victor Coelho Aulão com a participação de 260 crianças e Mestres de Capoeira de 5 estados brasileiros.
 
 
Nossa Casa Móveis Lojas Calsul
 
 
  © 2007 • 2014 Jornal O Lince, tem o que ler  | Tel.: (12) 9 9138 5576 | redacao@jornalolince.com.br
  Rua Alfredo Penido, 101, Jardim São Paulo
  Aparecida, SP | CEP 12570-000